A Poesia Infantil e a Educação no Brasil: Caminhos Correlatos

Juliano Saccomani

Resumo


A literatura infantil brasileira tem seu desenvolvimento intrinsecamente relacionado à (re)estruturação da educação no Brasil, principalmente a partir do século XIX. De caráter disciplinador em um primeiro momento, a partir da metade do século XX, a produção de poesia voltada ao público infantil passou a ser destinada não mais à formação cívica e moral dos jovens habitantes do Brasil, mas sim como auxílio a seu desenvolvimento pessoal e crítico, com o intuito de tornar esses jovens leitores cidadãos criticamente responsáveis e auto-dependentes. O tom das poesias também variou ao longo do tempo: de um tom autoritário e paternalista no início de sua criação no Brasil, essa poesia teve seu tom "infantilizado" no decorrer do século XX para uma mudança de tom e um leve amadurecimento no final do século XX e início do século XXI. Tais mudanças estiveram intrinsecamente ligadas ao desenvolvimento político e educacional do país, refletindo as mudanças pelas quais o mesmo passava. Como maneira de ilustrar tais transformações no cenário da poesia infantil, poetas tais como Olavo Bilac, Cecília Meireles, Vinícius de Moraes, Ruth Rocha, José Paulo Paes e Duda Machado serão apresentados dentro dos três períodos aqui tratados (final do século XIX e início do XX; anos 60 até anos 80 do século XX; e anos 90 do século XX até os dias atuais) como forma de se relacionar suas produções poéticas ao contexto social, político e educacional do qual fazem parte. Um poema de cada período será analisado como maneira de mostrar o modo em que tais características dos autores dos destacados períodos eram materializadas em forma de poesia. Palavras-chave: literatura infantil; educação; poesia; poesia infantil; Olavo Bilac; Cecília Meireles; Vinícius de Moraes

Texto completo:

PDF

Referências


- ALMEIDA, Roseli Maria Rosa de; ESPÍNDOLA, Ana Lucia. Escolarização e Leitura Para Crianças no Brasil no Início da República. Revista Eletrônica Acolhendo A Alfabetização nos Países de Língua Portuguesa, São Paulo, v. , n. 9, p.68-89, set. 2011. Setembro-fevereiro;

- ANDO, Marta Yumi. A Imagem da Criança nas Líricas Infantis de Olavo Bilac e de Vinicius de Moraes. Acta Scientiarum, Maringá, v. 1, n. 26, p.35-47, jan. 2004;

- CORDEIRO, Andréa B.. Dando Vida a Uma Raiz: o Ideário Pedagógico da Primeira República na Poesia Infantil de Olavo Bilac. 2005. 1 v. Dissertação (Mestrado) - Curso de Educação, Educação, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2005;

- __________, Andréa B.. Memória, Nação e Escolarização: a Apologia à Memória Nacional em "Poesias Infantis"(1904) de Olavo Bilac. In: SEMINÁRIO BRASILEIRO SOBRE LIVRO E HISTÓRIA EDITORIAL, 1., 2004, Curitiba. Idem. Curitiba: Ufpr, 2005. p. 1 – 11;

- COSTA, Janete de J. S.; CARNEIRO, Vanessa S.. Vinícius de Moraes: O Poetinha-letrista da Literatura Infantil Brasileira.Revista Letras Raras, Campina Grande, v. 2, n. 1, p.113-125, jan. 2013. Disponível em: . Acesso em: 26 out. 2015;

- FERREIRA, Rosângela V. Julio ; FARIA, Jeniffer de S. . A literatura infantil como espaço problematizador de uma concepção de infância em 1930: o horizonte de expectativa de Cecília Meireles. In: VI Congresso de Pesquisa e Ensino de História da Educação em Minas Gerais, 2011, Viçosa. VI Congresso de Pesquisa e Ensino de História da Educação em Minas Gerais. UFV: UFV, 2011;

- HANSEN, Patricia. Infância Como Projeto. Nacionalismo, Sensibilidade e Etapas da Vida em Olavo Bilac. Anais do Xvi Simpósio Nacional de História, São Paulo, v. 1, n. 1, p.1-13, jul. 2011;

- KIRCHOF, Edgar Roberto. Poesia Infantil e Valor Literário: Um Ponto de vista Semiótico. Tigre Albino: Revista de Poesia Infantil, São Paulo, v. 2, n. 2, p.1-10, nov. 2011. Disponível em: . Acesso em: 26 out. 2015;

- MELLO, Francieli Aparecida da Silva. Poesia Infantil: a que será que se destina? Polifonia, Cuiabá, v. 07, n. 01, p.167-182, jan. 2003;

- REZENDE, Jussara Neves. Cecília, Vinícius e Elias José: a poesia sedutora e inaugural. Letras de Hoje: Introdução a Estudos de Fonologia do Português Brasileiro, Porto Alegre, v. 36, n. 1, p.251-268, mar. 2001;

- SILVA, Cinthia Alves da. A Poesia na Escola: do Estético ao Crítico.Pibic/cnpq, São Carlos, v. 01, n. 01, p.01-12, dez. 2004;

- SILVA, Maurício. Poesia Infantil Contemporânea: Dimensão Lingüística e Imaginário Infantil. Imaginário, São Paulo, v. 01, n. 01, p.359-380, jan. 2006;

- YUNES, Eliana Lucia M.. A Infância na Poesia de Cecília Meireles. Letras,Curitiba, v. 01, n. 01, p.103-120, jul. 1976.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

 

Revista Linguasagem

ISSN: 1983 -6988