PERÍFRASES DE GERÚNDIO: ASPECTO E MODALIDADE

Maria Lílian de Medeiros Yared, Zenaide Dias Teixeira, Humberto Borges, José Ribamar Lopes Batista JR

Resumo


Os usos perifrásticos de gerúndio no português brasileiro oscilam de um desejo a uma obrigação, da objetividade à polidez, da certeza à possibilidade (modalidade deôntica e epistêmica). Neste artigo, descrevemos e analisamos aspectos morfossintáticos, semânticos e discursivos das perífrases de gerúndio em relação aos usos sociais envolvidos na sua construção sintática. Nossos resultados apontam que o estigma aplicado às perífrases de gerúndio se deve não apenas ao aspecto durativo, mas à questão modal resultante da falta de poder e prestígio de seus usuários prototípicos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

 

Revista Linguasagem

ISSN: 1983 -6988